Differences

This shows you the differences between two versions of the page.

Link to this comparison view

ser300:comentarios_sobre_os_comentarios_do_prof._miguel_14_abril [2008/04/14 22:03]
miguel created
ser300:comentarios_sobre_os_comentarios_do_prof._miguel_14_abril [2008/04/15 11:52] (current)
miguel
Line 4: Line 4:
  
 - para caracterizar a fluidez do tráfego, pensei em usar valores de tempo de percorrimento total da via e de quantidade de veículos que passavam por ela em horários-chaves... sempre tentando observar a partir da década de 1970 (em 1976 foi criada a a CET). - para caracterizar a fluidez do tráfego, pensei em usar valores de tempo de percorrimento total da via e de quantidade de veículos que passavam por ela em horários-chaves... sempre tentando observar a partir da década de 1970 (em 1976 foi criada a a CET).
 +
 +    Olá Bárbara
 +    Verifique se você terá acesso aos dados que possam
 +    construir este indicador. Verifique na literatura de Transportes
 +    se este é um indicador consolidado para medir o que você deseja.
 +    A partir de 70,ok, mas as medidas são: anuais, mensais, decenais??
 +    Ou qual sera a extesão e a resolução temporal que voc6e vai usar?
 +    lembra da aulda de ESCALA, a escla do Gibson?
 +    Voc6e terá os outros dados na mnesma extensãoe resolução temporal??
 +
  
 - para caracterizar a dinâmica de uso (cobertura) e ocupação do solo eu poderia usar valores associados de valor venal, migração de categorias de uso do solo (as que saíram e as que entraram),a verticalização dos imóveis... talvez a mudança no zoneamento. ​ - para caracterizar a dinâmica de uso (cobertura) e ocupação do solo eu poderia usar valores associados de valor venal, migração de categorias de uso do solo (as que saíram e as que entraram),a verticalização dos imóveis... talvez a mudança no zoneamento. ​
 Penso que essa dinâmica possa ser observada no mesmo intervalo da observação da evolução do índice de mobilidade (regressão desse índice, no caso...), desde meados da década de 1970, de 5 em 5 anos, ou 10 em 10... Penso que essa dinâmica possa ser observada no mesmo intervalo da observação da evolução do índice de mobilidade (regressão desse índice, no caso...), desde meados da década de 1970, de 5 em 5 anos, ou 10 em 10...
 +
 +     ​ÓTimo,​ voce tem uma idéia. DE 10 em 10 anos , 
 +     para uma cidade como  Sao paulo, é difícil observar a Dinâmica!
 +     5 em 5 , talvez.
 +     Mas todas as questões que você listou serão muito dificeis
 +     de encontrar organizadamente. ë MUITO trabalho para o período do
 +     ​curso. Tente talvez um indicador sintético, e um só neste momento.
 +     ​Aquele mais fácil de encontrar e que seja uma boa proxy desta 
 +     ​dinâmica. E tente agora, Um indicador, proxy de Din de Uso com um
 +     ​Indicador para fluidez.
 +   
  
 Para representação desse estudo, eu pensei em, de alguma maneira, atribuir cores que identifiquem a intensidade da fluidez do tráfego (por exemplo, evoluindo de alta fluidez em 1970 com a cor amarela, passando por laranja, vermelho, até chegar em marron  pouca fluidez atualmente). ​ Para representação desse estudo, eu pensei em, de alguma maneira, atribuir cores que identifiquem a intensidade da fluidez do tráfego (por exemplo, evoluindo de alta fluidez em 1970 com a cor amarela, passando por laranja, vermelho, até chegar em marron  pouca fluidez atualmente). ​
 +
 +     Isto é só VISUALIZAÇÃO! O que importa aqui não é como 
 +     ​visualizamos a fluidez mas comoa MEDIMOS!
  
 As mudanças de uso do solo poderiam ser retratadas também como uma “animação”,​ uma evolução das modificações que ocorreram em dada quadra, o uso era predominantemente vazio/​nenhum em 1970 (cor cinzinha claro), depois em 1980 passou para residencial (amarelo), em 1990 – comercial (vermelho), hoje é institucional (azul)]. As mudanças de uso do solo poderiam ser retratadas também como uma “animação”,​ uma evolução das modificações que ocorreram em dada quadra, o uso era predominantemente vazio/​nenhum em 1970 (cor cinzinha claro), depois em 1980 passou para residencial (amarelo), em 1990 – comercial (vermelho), hoje é institucional (azul)].
 +
 +      Novamente, visualização. Importante , mas não é 
 +      INFERÊNCIA GEOGRÁFICA! O importante é como CONSTRUIR o indicador ​
 +      de Dinâmica de Uso. ë nele que está o seu trabalho de curso.
 +      E nas operações que vai realizar com ele e o outro indicador.
  
 Seguindo essa lógica, o mesmo aconteceria com a ocupação do solo (vazio – cinza claro, 1 a 2 pavimentos – amarelo, 3 a 5 – laranja, ...), mostrando como o lote foi verticalizado (ou não) com o passar das décadas. Seguindo essa lógica, o mesmo aconteceria com a ocupação do solo (vazio – cinza claro, 1 a 2 pavimentos – amarelo, 3 a 5 – laranja, ...), mostrando como o lote foi verticalizado (ou não) com o passar das décadas.
  
 Lógico que muitos outros fatores influenciam nessa dinâmica urbana: não posso somente dizer que a queda da mobilidade e o aumento do tráfego em dada avenida fez com que todas as casas fossem transformadas em estabelecimentos comerciais. Há outras variáveis, como novas leis de Zoneamento, Uso e Ocupação do Solo, Operações Urbanas, ou mesmo a mudança inconsciente do caráter dos bairros, que vai acontecendo lentamente e de maneira não tão perceptível,​ mas que por fim faz com que todo um bairro italiano, residencial,​ de baixa ocupação, suma do tecido urbano, sendo que novos usos foram aparecendo também de maneira discreta. Lógico que muitos outros fatores influenciam nessa dinâmica urbana: não posso somente dizer que a queda da mobilidade e o aumento do tráfego em dada avenida fez com que todas as casas fossem transformadas em estabelecimentos comerciais. Há outras variáveis, como novas leis de Zoneamento, Uso e Ocupação do Solo, Operações Urbanas, ou mesmo a mudança inconsciente do caráter dos bairros, que vai acontecendo lentamente e de maneira não tão perceptível,​ mas que por fim faz com que todo um bairro italiano, residencial,​ de baixa ocupação, suma do tecido urbano, sendo que novos usos foram aparecendo também de maneira discreta.
 +
 +    Esta é a parte do que se - Deixou de Fora - lembra da minha aula??
 +    Ela é muito importante para a análise dos resultados e as conclusões.
  
 Algumas afirmações talvez possam ser feitas, como a abertura das avenidas marginais dos rios Tietê e Pinheiros (década de 1940) estimulou a construção de fábricas e galpões em alguns de seus trechos de várzea. Anos mais tarde, a transformação da área ao sul do rio Pinheiros começou a desenvolver as feições que conhecemos hoje com o desenvolvimento de empreendimentos imobiliários ao longo da avenida Luís Carlos Berrini, na década de 1970. O desenvolvimento da dessa avenida legitimou o potencial econômico da área do rio Pinheiros e despertou o interesse em se estabelecer ali um pólo de concentração de infra-estrutura a ser financiada pelo poder público, principalmente durante as administrações de Paulo Maluf (1993 – 1996) e Celso Pitta (1997 – 2000). ​ Algumas afirmações talvez possam ser feitas, como a abertura das avenidas marginais dos rios Tietê e Pinheiros (década de 1940) estimulou a construção de fábricas e galpões em alguns de seus trechos de várzea. Anos mais tarde, a transformação da área ao sul do rio Pinheiros começou a desenvolver as feições que conhecemos hoje com o desenvolvimento de empreendimentos imobiliários ao longo da avenida Luís Carlos Berrini, na década de 1970. O desenvolvimento da dessa avenida legitimou o potencial econômico da área do rio Pinheiros e despertou o interesse em se estabelecer ali um pólo de concentração de infra-estrutura a ser financiada pelo poder público, principalmente durante as administrações de Paulo Maluf (1993 – 1996) e Celso Pitta (1997 – 2000). ​
 +
 +    Esta é uma análise que contextualiza a história da ocupação. Importante
 +    para analisar os resulatdos obtidos a partir da criação dos indicadores e 
 +    dos mapas finais gerados.
  
 Essa mudança do valor dos imóveis em paralelo com o aumento serviços urbanos poderia, em parte, ser detectado através de mapas antigos de uso e ocupação do solo, de início dos anos 1970, quando as avenidas marginais do Rio Pinheiros cortavam uma área praticamente “deserta” ao longo da várzea deste rio e que, desde então, valorizou-se fortemente com investimentos particulares e municipais em benefícios para a área. Essa mudança do valor dos imóveis em paralelo com o aumento serviços urbanos poderia, em parte, ser detectado através de mapas antigos de uso e ocupação do solo, de início dos anos 1970, quando as avenidas marginais do Rio Pinheiros cortavam uma área praticamente “deserta” ao longo da várzea deste rio e que, desde então, valorizou-se fortemente com investimentos particulares e municipais em benefícios para a área.
 +
 +    Cuidasdo novamente, muito trabalho aqui!
  
 Bom, é isso, professor. ​ Bom, é isso, professor. ​
  
 Não sei se consegui explicar melhor o que eu pretendia com o trabalho. Por favor, diga-me o que você acha de tudo isso! Não sei se consegui explicar melhor o que eu pretendia com o trabalho. Por favor, diga-me o que você acha de tudo isso!
 +
 +     Está dito acima Bárbara. Este é um trabalho completo e 
 +     as idéias são excelentes e possíveis para sus dissertação.
 +     ​Reduza iosto para o curso e experimente uma parte delas somente.
 +     Tudo é possível, mas em partes. Guarde um poucoi por exmplo
 +     para os cursos de Analis Espacial e BD geografico que 
 +     acho voce deveria fazer se pretende seguir nesta linha.
 +     Pare agora , onde voc6e pode parar com o geoproc. Deixe outro tanto
 +      para o curos de análise.
 +    recomendo que voce leia um capitulo de um livro organizado por nos,
 +    Geoinformacao em Urbanismo. O capitulo é do Frederico,
 +    arquiteto de formação como você,e versa sobre a natureza
 +    da representacao digital para os estudos urbanos.
 +    Acho que pode te ajudar um pouco.
 +
 +    Um abrcao,
 +    Miguel
 +
 +
  
 Abraços, Abraços,
 Bárbara Bárbara